Notícias

Equipe técnica da Agência de Metrologia verifica balanças industriais e rodoviárias

26/10/2020 - Cejane Borges / Governo do Tocantins

Durante a semana de 26 a 30 de outubro, os agentes metrológicos da área de instrumentos da Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO), órgão delegado Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) no Tocantins, estão na região central, abrangendo o município de Palmas e o distrito de Luzimangues (Porto Nacional) para fazer a verificação das balanças rodoviárias, industriais, de frigoríficos e de fazendas, com a vistoria dos equipamentos.

A verificação é rotineira e faz parte do Plano de Trabalho pactuado junto ao Inmetro, ou seja, é um processo normal de fiscalização, haja vista que toda balança utilizada para atividade econômica deve, obrigatoriamente, ser de modelo aprovado pelo Inmetro, em conformidade com a legislação, e ser verificada periodicamente pela Metrologia Estadual.

A ação fiscalizatória visa identificar a presença dos selos que devem em todos os equipamentos, informando se está aferido e adequado para uso.

Tipos de Selos de Identificação

Todo equipamento de pesagem deve conter o Selo de Identificação, que pode ser:

  • Inicial, que é o adesivo que vem com a balança nova quando ela é adquirida e que permanece até a primeira visita técnica metrológica;
  • Selo de Verificação Subsequente, que é o adesivo que indica que o equipamento foi verificado pela equipe delegada do Inmetro e que está em conformidade para uso até a próxima visita;
  • Selo Reparado que é o adesivo que indica que o equipamento foi reparado na oficina de manutenção permissionária acreditada pelo Inmetro e que haverá uma nova visita para verificação pós-reparo.

Ensaios metrológicos oferecem segurança para consumidor

O equipamento verificado e aprovado pelos ensaios metrológicos é uma segurança para o consumidor e, também, para quem vende o produto. “O Inmetro tem por objetivo assegurar a concorrência leal e a legitimidade das relações entre empresas e consumidores para que as transações comerciais sejam realizadas sem o prejuízo de nenhuma das partes”, é o que informa o presidente da AEM, Rérison Castro.

Nesse sentido, o equipamento que foi verificado e aprovado é uma garantia a mais que a empresa atua em conformidade com a legislação metrológica.